07/11/17 Mergulhos intensos!

Manhã intensa, fruto de uma noite (desafiadora?) em que a oposição Lua – Saturno/Lilith pode ter entrado pelos lençóis da cama nos sensibilizando (incomodando?) para a dificuldade de contornar assuntos pendentes, de alguma forma ainda muito doloridos, duros e até mesmo cristalizados (metas e ideias elevados também precisam “se deitar”, olhar em volta, andar pelas esquinas e trivialidades das gentes para produzir algo mais criativo e possível). Calma que logo vem a oportunidade de transmutação dessa energia com a chegada da Lua em Câncer (08:44-RJ, entrando em sua fase “Disseminadora” a partir de 09:07-RJ), mantendo um lindo aspecto com Vênus (também mudando de signo, passando de Libra para Escorpião, às 09:39-RJ). Assim, enquanto a Lua chega em casa, Vênus sai de casa e logo mergulha na densidade das águas escorpiônicas (um de seus exílios), num dia em que o elemento água (mais Sol, Júpiter, Netuno Rx…) pode oferecer um poderoso elixir, um “santo remédio”. Entrando no signo dos subterrâneos, a deusa do amor e da beleza não tem outra saída senão levar os relacionamentos para um outro nível, aprofundando-os, intensificando temas que, a seu gosto próprio, não queria nem sentir o cheiro (tabus, fantasmas da perda amorosa, do desamparo, etc), mas que precisam ser visitados para liberar energia de criação; tornando-se, por outro lado, mais sedutora que nunca (o clima esquenta mesmo!). Como tudo ligado a Escorpião, essa Vênus é totalmente envolta em mistérios, véus que escondem e revelam, transparências e decotes que instigam e provocam (o que Ela não mostra desperta a imaginação e convida, quem Ela deseja, a mergulhar mais fundo… Ela está no controle!); assim como assume todo o potencial criativo, curador e regenerador nas relações. O fato é que sem o que vem “das entranhas”, “das profundidades”, não há relacionamento que se sustente. Nesse caso, hoje a travessia está favorecida e – voltando à ênfase das águas – também estão a intuição aflorada; a sensibilidade aguçada; os trabalhos terapêuticos; a proteção do abraço ancestral; os mergulhos para, de lá, extrairmos forças e poder; a possibilidade de amaciar, umedecer e relativizar um pouco as coisas pra tudo fluir melhor. Ou seja, com pequenos cuidados em consciência, o dia pode ser muito proveitoso! Sem desperdícios!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s