20/04/18 #SolTouro

#SolTouro, Vênus poderosa em suas próprias terras (é regente de Touro), Lua chega também “em casa”, em Câncer, às 11:26-RJ e segue o belo e próspero curso da Vida: sim, as vibrações Sol-Urano ainda estão intensas, quebrando padrões, provocando situações inesperadas e não adianta precipitar assentamentos. Naturalmente a dinâmica mais terrena e cuidadosa do momento se encarrega de colocar o que for no seu devido lugar, com calma, sem forçar a barra. O Sol chegando em Touro nos convida generosamente a refletir sobre a nossa capacidade de cultivar carinho, dedicação, paciência, boa vontade, doçura, prazer e esforço para realizar sonho-desejo em construção, em tempos de “apesar de”; para atravessar, inclusive e principalmente, qualquer situação mais turbulenta. Talvez o maior desafio para Touro seja o de desenvolver o desapego e o nosso maior desafio diante disso seja justamente diferenciar onde o apego é necessário e onde é apenas tentativa medrosa de evitar as transformações que nos fogem ao controle. O problema é ficar virando os dois lados da mesma moeda como se estivéssemos fazendo de fato alguma mudança. O convite é pela escolha mais consciente quanto a o quê vamos nos apegar e do que podemos abrir mão; porque estamos vivos e queremos usufruir dos prazeres da vida, alimentar nossos “corpos animados”, que sentem, falam, cheiram, tocam, veem… Enfim, através dos quais percebemos e experimentamos o “gosto” do mundo. Touro é um signo de terra, fixo, que busca realização através do trabalho e das relações de afeto que trazem segurança e bem estar. Tem “o poder de fazer da semente a substância” (Martin Schulman, gratidão!) Que possamos desenvolver amor por quem estamos nos tornando em mais autonomia, pelas coisas que estamos construindo com tanta dedicação, pelas pessoas que cativamos e até mesmo por esse momento em que vivemos. Sem esse amor taurino, tudo é explosão, destruição e fim. “Áries é a nascente simbólica da vida manifestada; e Touro é o rio constante que flui e cuja substância alimenta multidões com suas ‘águas vivas’. Em suas barragens, grandes cidades são construídas, a civilização cresce e amadurece, e os seres humanos buscam o Mistério que está além das mutações – e que sustenta e ilumina todo o Universo”. (Rudhyar, gratidão!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s