29/04/18 Lua Cheia Escorpião

#LuaCheiaEscorpião (plena às 21:58-RJ) em harmonia com Saturno Rx, lunação ariana, Sol em Touro – Lua em Escorpião (“eixo da matéria criada”, gratidão, D, Emmy!). “As fases da Lua representam um aumento gradual da percepção mais consciente, um processo de gestação que objetiva e dá substância à iluminação solar direta, que a mente despreparada não poderia suportar” (Rudhyar, gratidão lunar!). Com o Sol e a Lua em oposição, chegamos ao ápice do ciclo lunar (que se iniciou dia 15/04/18, vê o post de preparação, puxa o fio…); momento de objetividade, em que ficamos “cara a cara” com a percepção lúcida do que era somente sentido até então. O impulso original agora se torna uma imagem mais concreta, e esse pode ser um momento de revelação, “iluminação” ou, por outro lado, de perceber se estamos pouco sintonizados com o fluxo lunar que nos atravessa e nos abraça por todos os poros. Se este último for o caso, vale notar que o ciclo “começa” em qualquer ponto em que nos coloquemos disponíveis para essa fina sintonia. De toda forma, essa Lua Cheia parece nos convidar, diante do que fica claro no ciclo lunar até aqui, para o exercício do desapego, de uma escolha mais consciente daquilo que realmente valorizamos e que precisa ser cuidado com carinho, da aceitação das transformações naturais do processo, percebendo onde pode estar havendo acúmulo, possessividade exagerada, acomodação paralisante. Em busca d“o caminho do meio”, em busca de maior equilíbrio, harmonia e “iluminação”. Eis a alquimia necessária! Esse é um ciclo lunar que veio com potencial para dar uma chacoalhada no nosso trabalho diário de conquistar a mais autêntica, genuína, singular expressão de ser. É tempo de perceber com amor o “clarão” da imagem do que vem à tona, do fundo da Alma, pedindo para florescer, pedindo para ser integrada, e, então, aproveitar o fluxo construtivo do momento! E se você se vir diante de sentimentos “desagradáveis”, angústia, culpa… sempre bom lembrar: “se algum escorpião te fere, sê consciente de que ele tem a finalidade de despertar alguma qualidade que mantinhas oculta e deixaste de manifestar. Mesmo a ferida é um bem para o teu despertar, e tu deves ser grato ao escorpião, assim como o és ao cirurgião que desperta nova vida em ti.” (Mestra da Mestra, Emma Costet de Mascheville – “Luz e Sombra”, gratidão!). Com amor, sempre!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s